Certidão
Diretoria
Documentação Homologação
Estrutura
Quem Representamos
Quem Somos
Instruções para o Preenchimento
Anot. em Ficha ou Livro de Registro
Categoria Diferenciada
Concorrência Pública - Participação
Contribuição dos Empregados
Desconto
Filiação - Obrigatoriedade
Penalidades
Prof. Liberal Vínculo Empregatício
Quadro de Profissionais Liberais
Recolhimento
Relação dos Empregados
Consulta de Artigos
Galeria de Fotos
Assistência Jurídica
Colônia de Férias Guaratuba
Clube de Campo SINTTEL
Cursos Técnicos
Desconto | Medicamentos
Desconto | Estabelecimentos
Aposentados
Boletins Especiais
Call Centers
Convenções Coletivas
Provedores
Telefonia Fixa
Telefonia Móvel
Viva Voz - Edição Extra
Prestadoras de Serviço
Teleatendimento
Call Centers
Prestadoras de Serviço
Provedores
Telefonia Fixa
Telefonia Móvel

Ligue: (41) 3321.3800

Acordo Coletivo
Conciliação e Mediação de Conflitos
Empresas que Aderiram
Formulário de Reclamação
Informações Gerais
Nossas Normas
S.G.P.



ALGAR TELECOM


HORIZONS


HORIZONS


ALGAR TELECOM


BT CALL CENTER


ALGAR TECH


TELEFÔNICA/VIVO


ALGAR TECH


TELEFÔNICA/VIVO


ALGAR TELECOM

03/10/2018
ALGAR TELECOM
SINDICATOS DIZEM NÃO PARA Á EMPRESA!




A Comissão de negociações reuniu-se com os representantes da Algar Telecom para tratar da primeira rodada de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019. A reunião ocorreu em 2 de outubro. A empresa apresentou uma proposta que não condiz com os anseios dos trabalhadores:

- Reajuste Salarial: 2,55%, a partir de março de 2019;

- Aplicação para trabalhadores com salário de até R$8.000,00;

- Pagamento a partir de março de 2019;

- Pagamento de um abono compensatório de 20% do salário base;

- Para trabalhadores com salário acima de R$8.000,00, pagamento de abono de 35% do salário base;

- Reajuste de 2,55% a partir de setembro de 2018 nos benefícios: vale alimentação/refeição, auxílio creche/babá e auxílio filho excepcional;

- Estender banco de horas negociado com o Sintetel para os demais estados;

- Concessão de férias em até três períodos;

 -Limitar o pagamento do complemento auxílio doença de até 40% do salário para o máximo de 12 meses (atualmente está limitado em 24 meses);

A Comissão não aceitou a proposta da empresa. A proposta para a renovação do Acordo Coletivo deve contemplar a reposição integral das perdas salariais do período, com reflexo nos benefícios estabelecidos no ACT vigente, incluindo o aumento real, com aplicação na data-base que é em 1º de setembro de 2018. Deixamos claro que não concordaremos com retrocesso nas negociações e barraremos qualquer ideia de precarização.

A próxima reunião com a Algar está prevista para 17 de outubro. Fiquem ligados nas informações do Sinttel. 

TRABALHADOR, JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!